Do site do jornal Extra: Os deputados estaduais começam a analisar nesta terça-feira, dia 7, o projeto de lei que reajusta o piso regional em 14,13%, a partir de 1º de março. O texto vai entrar na pauta de discussões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), mas a expectativa é que emendas à proposta sejam apresentadas, adiando a votação. Os trabalhadores já se mobilizam para buscar o apoio dos parlamentares, a fim de elevar o percentual de aumento para 18%.
— Também estamos propondo uma emenda que faz com que o reajuste seja retroativo a 1 janeiro deste ano — disse o representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Conselho Estadual de Emprego e Renda, Indalécio Wanderley.
Beneficiados
O projeto enviado pelo governador Sérgio Cabral à Alerj estabelece o reajuste apenas a partir de março. O piso regional serve de base para a correção do salário de cerca de dois milhões de trabalhadores do estado. As empregadas domésticas, por exemplo, serão beneficiadas. Seus vencimentos passarão para R$ 729,58, com a correção de 14,13%.
Nota do Sindicato dos Advogados: com esta proposta de Cabral, o piso do advogado passaria de R$ 1.630,99 para R$ 1.861,44. Leia mais aqui.