Seria trágico, se não fosse muito triste: leia a coluna do Ancelmo Gois, no jornal O Globo desse domingo para entender a história.

A nota está reproduzida abaixo:

 

Coluna do Ancelmo Gois, O Globo, dia 09/04